• Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
Mais informações:  cienciaporai2017@gmail.com

Não tomar café da manhã emagrece?

13/08/2018

Segundo semestre começando e a galera está com a cabeça onde? Nas férias de verão, claro! Sol, praia, piscina... quem não quer? E quando o assunto é verão, sempre tem uma turma encanada com o corpo e com dietas. Basta uma pesquisa na internet para encontrar uma incrível variedade de tópicos sobre esse tema: dieta da lua, sucos detox, musas fitness...

  

 

Dentre as várias “dietas milagrosas” que encontramos nessa busca, há uma relativamente simples, que dá apenas uma missão: cortar o café da manhã. Isso mesmo, sabe aquele papo de que o café da manhã é a refeição mais importante do dia? Segundo essa dieta, não é. Mas se você já deixou de tomar o café da manhã alguma vez e sua primeira refeição foi o almoço, provavelmente ficou com muita fome. Para ter ideia do tamanho dessa fome, basta um cálculo: considerando que você durma oito horas por dia, quando acordar já estará em jejum há oito horas. Imagine então se não tomar café da manhã? Será que isso é realmente saudável?

 

 

Para solucionar essas dúvidas, conversamos com o professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP Anderson Marliere Navarro. Ele lembra que a alimentação é um dos fatores que influenciam o humor. Portanto, se você embarcou nessa “grande ideia da internet” e já está com vontade de matar alguém antes mesmo do almoço, pode não ser uma simples questão de se acostumar com o novo hábito.

 

 

“A alimentação está envolvida em diferentes condições no nosso dia a dia: encontros, confraternizações, eventos, comemorações, experiências positivas e negativas. Existe uma associação importante entre comer e o prazer. Diante disso, uma exclusão da alimentação de forma prolongada e intencional pode ter consequências negativas e doentias no comportamento entre as pessoas”, diz Navarro. Ou seja, cara feia pode ser fome sim!

 

 

E os pontos negativos de pular essa refeição não param por aí. “Logo que levantamos, temos uma série de atividades que, em menor ou maior intensidade, vão impor uma necessidade nutricional. Desta forma, não tomar o café da manhã naturalmente diminui o rendimento, capacidade de concentração e, portanto, gera a sensação de cansaço nas pessoas, fortalecendo a importância desta primeira refeição do dia”, explica o especialista.

 

 

Segundo o professor, a principal regra na perda de peso é gastar mais energia do que consumimos. Portanto, não existe segredo: é preciso associar atividade física regular, uma mudança de comportamento em relação à alimentação e, claro, uma dieta restrita em calorias, que vai ser calculada de acordo com as necessidades de cada pessoa.

 

“Quando deixamos de fazer uma refeição ou fazemos jejum, a perda acontece porque estamos comendo menos e, portanto, iremos gastar mais que consumimos. A condição ideal é que essa perda de peso aconteça de forma gradativa para que assim incorporemos novas atitudes frente à alimentação saudável e equilibrada. Toda opção de tratamento que promete perdas rápidas em curto intervalo de tempo, promovendo jejum prolongado, retirada completa de refeições importantes, as chamadas dietas da moda, na sua maioria veiculam informações equivocadas do que é realmente recomendado e apresentam resultados extremamente questionados. Não existe solução fácil para problemas complexos como o tratamento para a perda de peso. Desta forma, não existe evidência científica que suporte a recomendação de deixar de tomar o café da manhã para o organismo queimar mais gorduras”, afirma Navarro. Portanto, meu caro, deixar de tomar o café da manhã não parece algo promissor como dizem por aí.

 

 

Outra dúvida que surge em relação a pular refeições é a relação com o risco de desenvolver diabetes, uma doença que eleva os níveis de açúcar no sangue. “Apesar dos riscos que já mencionamos, não podemos afirmar que a ausência do café da manhã aumenta o risco de diabetes. Essa doença apresenta várias causas e a alimentação inadequada aumenta o risco de excesso de peso. O excesso de peso, por sua vez, tem relação com uma série de doenças, incluindo o diabetes. Quando assumimos uma postura mais equilibrada de se alimentar, diminuímos esses riscos e, portanto, promovemos a saúde. Devemos acreditar mais fortemente nesta evidência e deixarmos de procurar receitas milagrosas ou da moda para a busca da saúde”, lembra o professor.

 

Então, fica a dica: deixar de fazer refeições não é nada saudável. Tome seu café da manhã sem neuras e não se esqueça de que ele deve conter aproximadamente 25% de todas as nossas necessidades nutricionais diárias. E se os quilinhos extras estão te incomodando, procure a ajuda de um profissional antes de fazer dieta, combinado?

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaque
Posts Recentes
Please reload

Arquivo