• Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco
Mais informações:  cienciaporai2017@gmail.com

Regra dos Cinco Segundos

27/11/2017

Você está lá de boas, na cozinha, com um lanchinho delicioso em mãos, pensando em como a vida é bela e maravilhosa já que tem comida nela e de repente... “pá!” Sua guloseima cai no chão.

 

 

Você não hesita, grita “regra dos cinco segundos!”, apanha rapidamente sua comida e pronto! Seu petisco está totalmente seguro e livre de germes, certo? Errado!


A noção popular em relação a essa “regra” é que os micróbios levariam um tempo para se
transferir para o alimento, então seria seguro ingerir a comida que caiu e ficou menos de cinco segundos em contato com o chão. Mas não é bem assim que acontece. “A transferência de micro-organismos do piso para alimentos não depende do tempo, tanto faz um segundo ou um minuto, exceto para alimentos que se liquefazem, quando a superfície de contato aumenta com o tempo”, explica o professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP Roberto Martinez.


Quer dizer que quando um alimento toca o chão, imediatamente parte dos micro-organismos que estavam no local de contato passa para o alimento, o que pode oferecer risco à ingestão caso haja micróbios patogênicos, isto é, causadores de doenças.

 

 

Apesar do tempo não ser um fator determinante para a quantidade de micróbios que se
transferem do chão para a comida, o tipo de superfície que entrou em contato com o alimento e as características dele são fatores importantes para determinar a carga de micro-organismos presentes após a queda. “É claro que o local onde caiu o alimento importa muito: deve ser evitada a ingestão de alimentos caídos em locais sujos, com grande trânsito de pessoas, presença de animais e banheiros. Além disso, alimentos secos, como o pão, se contaminam menos do que os úmidos ou gordurosos”, afirma o docente.


Resumindo: quando sua guloseima cai no chão, imediatamente micro-organismos se
transferem para ela, mas a quantidade deles depende de onde ela caiu e do que exatamente você estava comendo. Alimentos úmidos ou gordurosos têm maior transferência de germes. Em superfícies sujas, a contaminação é maior do que em limpas.

 

 

 

Há ainda o risco de que algum micróbio patogênico tenha se transferido para a sua comida, o que poderá resultar desde uma leve dor de barriga até graves infecções abdominais, inclusive levando à morte, dependendo do caso.

 

 

 

Não fique triste ainda! Como o tipo de alimento e a superfície que entrou em contato com ele são os fatores determinantes, dependendo dessa combinação a probabilidade de infecção por micro-organismos patogênicos pode ser minimizada. “Alimentos secos que caíram em chão limpo podem ser ingeridos com mínima chance de causarem infecção”, explica Martinez. Bom, então fica a seu critério correr o risco ou não de comer seu quitute após cair no chão. Use seu bom senso antes de tomar essa decisão complexa e...


 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaque
Posts Recentes
Please reload

Arquivo